Os doadores emergentes devem contribuir para a agenda pós-2015 e melhorar a transparência

Mariella Di Ciommo apresenta dados sobre a cooperação para o desenvolvimento de provedores emergentes com foco sobre a atuação do Brasil. Analisando a principal meta da agenda pós-2015, Mariella sugere que maior transparência e sinergia com outros recursos podem fortalecer o papel dos países emergentes na erradicação da pobreza a nível global. [Leia mais]